quarta-feira, dezembro 13, 2006

LIBERDADE (comentários)

A liberdade é um conceito muito relativo e até ambiguo...
Até a qiue ponto somos verdadeiramente livres?
"A liberdade não consiste só em seguir a própria vontade, mas às vezes também em fugir dela." Será esta a medida da nossa liberdade? Assim sendo aquele que que tiver mais consciência, terá tambem menos liberdade!E o mais irresponsavel será entao o mais livre!?
Não acredito em tal!
"A escravatura humana atingiu o seu ponto culminante na nossa época sob a forma do trabalho livremente assalariado." Um homem livre não deve viver para servir outro. Mas será que temos realmente a liberdade para fazermos, ou não, essa escolha?Sim.  Mas será essa escolha uma escolha responsável?
Não Será, então, "A liberdade, o direito de fazer tudo o que as leis consentem", pois a liberdade tem limites que a justiça lhes impõe, e se tal não acontece-se será que conseguiriamos ser livres?
Nas palavras de Einstein, "Não creio, no sentido filosófico do termo, na liberdade do homem. Todos agem não apenas sob um constrangimento exterior mas também de acordo com uma necessidade interior"

 

quarta-feira, dezembro 06, 2006

Interlúdio

 Após uma pausa nestas minhas divagações, decidi-me finalmente a continuar este meu (e vosso) blog. Mas nada melhor que compassar-me, depois de uma longa ausência,  e assim este post não terá o meu habitual tom crítico...
Mas ainda assim, a título informativo, aproveito para elucidar aqueles menos esclarecidos sobre um assunto actual que é a despenalização do aborto.

Assim sendo o referendo do aborto, marcado para dia 11 de Fevereiro de 2007, vai levar-nos a responder à seguinte pergunta:

"Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras dez semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?"

Como prometi não vou fazer qualquer tipo de juizo critico!
(mas deixei aqui uma pequena achega em "bold"- a pessoa a quem ela se dirige entenderá...)

terça-feira, outubro 10, 2006

Uma Cunha

Devo dizer que ando com um sonho recorrente. Não, não é uma premonição adventista, pesadelo nostradâmico ou devaneio sexual! O que eu gostava, mesmo, mesmo, mesmo, era de ter uma cunha. Sonho constantemente com isso. Ando obcecado. Devo ser o único português que não tem uma cunha. O que faz de mim o menos português dos portugueses. A cunha é uma regalia. Dá privilégios. Aumenta a auto-estima. Torna-nos invejáveis. A tê-la, ela dar-me-ia ares de intocável, trejeitos de importante. Não precisava de ser uma grande cunha. Uma coisa à dimensão das minhas necessidades. Nada que acarretasse grandes incómodos ou grandes despesas de manutenção.
Ah! O que eu não daria por uma cunha...

quinta-feira, setembro 28, 2006

Para pensar...

Hoje deparei-me com uma frase da autoria de Tchekhov que me surpreendeu e fez pensar como continua, e provavelmente continuará, a ser actual. E assim lembrei-me de a colocar no blog:
"Pensais honestamente, e por isso odiais o mundo todo. Detestais os crentes porque a fé é um indicador de estupidez e de ignorância; e detestais os descrentes porque não têm fé nem ideal. Odiais os velhos pelas suas mentalidades ultrapassadas, e os novos pelo seu liberalismo"

terça-feira, setembro 26, 2006

O pior dos males

Fala-se que Portugal tem uma das maiores taxas de aliteracia da UE, mas para alem disso é preciso discernir que uma coisa é saber ler outra é conseguir extrair o amago do que se lê.
A sociedade tem criado uma vasta população capaz de ler, mas incapaz de reconhecer o que vale a pena ser lido. Isto generaliza-se a programas de televisão (reality shows) e varias outras formas de cultura.
No Egipto, as bibliotecas eram chamadas ''Tesouro dos remédios da alma''. De facto é pela aprendizagem que se cura a ignorância, para mim, a mais perigosa das doenças e a origem de muitas outras.

segunda-feira, setembro 25, 2006

É preciso ter tomates...

Ontem , Hugo Chávez, presidente da Venezuela numa entrevista na Casa Branca agitou um livro do americano Noam Chomsky, para demonstrar o "imperialismo" americano, e fez uma alusão arrasadora a George Bush "O diabo esteve aqui ontem, e este lugar ainda cheira a enxofre". Chávez, que acusou os EUA de "pôr em causa a sobrevivência humana", disse que "a pretensão hegemónica do imperialismo norte- -americano" é "a maior ameaça que pende sobre o nosso planeta"."Não podemos permitir que se consolide a ditadura mundial", disse, argumentando que os EUA pretendem impor a todos a concepção que têm de democracia. Pelo meio, mais miminhos a Bush do género "Ditador", "dono do Mundo" e "porta-voz do imperialismo ".
É bom que alguem diga umas verdades e não deixem aquele cowboy presidente pensar que engana o mundo...

sexta-feira, setembro 22, 2006

"Todas as religiões são fundadas sobre o temor de muitos e a esperteza de poucos" - Stendhal

Um mundo onde alguns têm milhões de rendimento enquanto outros morrem de fome, poderá subsistir quando a religião deixa de lá estar com as suas esperanças noutro mundo, para explicar o sacrifício?
A religião como fonte de consolação é um obstáculo à evolução, nesse sentido, o ateísmo é a "religião" do futuro.
Não tento ofender as crenças de ninguem com a minha opinião... Apenas tento explanar os meus pensamentos e até agradeço, a quem tenha uma opinião diferente, que me conteste.

Nenhum homem é uma ilha

Todos buscamos a nossa felicidade fora de nós mesmos e na opinião de outros, que sabemos pouco sinceros, cheios de inveja, de caprichos e preconceitos.
Não importa o que se diga a opinião dos outros fere-nos sempre de uma maneira ou de outra. A importancia que lhe damos é que só depende de nos mesmos.